CASOS CLÍNICOS

Caso clínico 1

 

    Paciente com 10 anos de idade, portadora de hemoglobina S em homozigose, deu entrada na emergência infantil com queixa de dor lombar e hematúria inciada 12 horas antes. Havia recebido um concentrado de hemácias 7 dias antes, por apresentar em atendimento de urgência Hematócrito (Htc) de 17%, Freqüência Cardíaca(FC)=120 bpm, Temperatura axilar= 38°C, tosse produtiva e RX de Pulmão compatível com pneumopatia. Ficou 48h em tratamento com antibiótico venoso (penicilina cristalina) com boa resposta e liberada para casa com antibiótico oral (amoxicilina) por mais 8 dias e hematócrito de 25%. A fenotipagem eritrocitária da paciente mostra que ela é Ror, Kell negativo, Kidd “a” e “b” positivos, Duffy “a” e “b” negativos. O grupo sangüíneo é “B”. Após 24h de internação a urina da paciente estava clara, e o hematócrito era de 18%.

1) Baseado neste caso clínico, responda as questões abaixo, qual a associação correta:
a.  A paciente tem anemia falciforme, produziu um anticorpo da classe IgM, e apresentou hemólise imediata.
b.  A paciente tem hemoglobinopatia C, produziu um anticorpo da classe IgG, e apresentou hemólise imediata.
c.  A paciente tem anemia falciforme, produziu um anticorpo da classe IgG, e apresentou hemólise tardia.
d.  A paciente tem anemia falciforme, produziu um anticorpo da classe IgM, e apresentou hemólise tardia.
e.  A paciente tem doença falciforme SC, produziu um anticorpo da classe IgG, e apresentou hemólise imediata.

2) Avaliando o caso clínico acima concluímos que a fenotipagem eritrocitária no Sistema Rh segundo a teoria de Fisher-Race, é:
+(positivo) = presença do antígeno sobre eritrócito;
 -(negativo) = ausência do antígeno sobre eritrócito;

a.  D+, C+, E+ , c(pequeno)+, e+.
b.  D+, c(pequeno)+, e+.
c.  D-, C+, e+.
d.  D-, c(pequeno)+, E+, e+.
e.  D-, C+, e+.

 

 

 

Caso clínico 2

 

    Solicitou-se uma transfusão de concentrado de hemácias para um paciente com 15 meses, desnutrido, que deu entrada na emergência com 18% de hematócrito, taquicárdico e taquidispnéico. O RX mostrou pneumonia. Foi realizado a Classificação Sangüínea e o resultado encontrado foi:

 

 

 

 

 

 

 

    As leituras das reações encontradas eram macroscópicas. Realizou-se ainda um utilizando-se lectina anti-H e anti-A1. Os resultados foram os seguintes:

 

 

 

 

 

 

   

 

Diante deste estudo podemos afirmar que:

a.  Paciente é do sub-grupo sangüíneo “A2 “, fator Rh negativo e tem anticorpo anti-A1, portanto a melhor unidade para transfundir o paciente é um concentrado de hemácias do grupo sangüíneo “B “.
b.  Paciente é do grupo sangüíneo “B “, fator Rh negativo e tem anticorpo anti-H, portanto a melhor unidade para transfundir o paciente é um concentrado de hemácias do grupo sangüíneo “A “.
c.  Paciente é do sub-grupo sangüíneo “A2 “, fator Rh negativo e tem anticorpo anti-H, portanto a melhor unidade para transfundir o paciente é um concentrado de hemácias do grupo sangüíneo “O “.
d.  Paciente é do sub-grupo sangüíneo “A2 “, fator Rh negativo e tem anticorpo anti-A1, portanto a melhor unidade para transfundir o paciente é um concentrado de hemácias do grupo sangüíneo “O “.
e.  Paciente é do grupo sangüíneo “B “, fator Rh negativo e tem anticorpo anti-H, portanto a melhor unidade para transfundir o paciente é um concentrado de hemácias do grupo sangüíneo “O “.

 

 

 

Caso clínico 3

 

    Paciente de 3 anos iniciou quadro de febre e palidez. Nunca recebeu transfusão de sangue. Ao exame físico encontrou-se esplenomegalia e Freqüência Cardíaca de 130 bpm. Solicitado exames laboratoriais que demonstraram hemoglobina de 8g/dl e o Teste de Antiglobulina Direta (teste de Coombs direto) fortemente positivo (escore 11). A Pesquisa de Anticorpos Irregulares no soro, quente e frio, foi negativa e o Eluato mostrou-se reativo com todas as hemácias do painel. O Estudo Imuno-hematológico demonstra que:

a.  Há presença de auto-anticorpo quente, da classe IgG, sugerindo quadro de anemia hemolítica auto-imune.
b.  Teste de Coombs direto positivo demonstra que paciente necessita receber concentrado de hemácias filtrado.
c.  Eluato demonstra presença de anticorpos, da classe IgM.
d.  Teste de Coombs direto positivo é diagnóstico de anemia hemolítica auto-imune.
e.  O teste de Coombs direto positivo demonstra anticorpos da classe IgA.


 

Respostas ao final desta página!














Respostas:

Caso Clínico 1 (1-c 2-b)
Caso Clínico 2 (d)
Caso Clínico 3 (a)